ENEM: A PORTA DE ENTRADA PARA O SUCESSO!

O ENEM vem ganhando cada vez mais importância e já é a principal porta de entrada para a universidade. As principais instituições de Ensino já adotaram o ENEM como processo seletivo, seja deixando de ter um vestibular próprio, seja considerando a nota ENEM como critério parcial de seleção ou desempate.

Mas você sabia que, além de te levar para a faculdade, a nota do ENEM também pode ajudar você em várias outras coisas? Bolsa ou financiamento para instituições privadas, muitos outros programas, como intercâmbios e até graduação em Portugal! Nesse post, vamos deixar em pratos limpos tudo o que ele pode te oferecer. 😉.

Saiba tudo sobre o ENEM 2016

.

SiSU (SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADO)

O SiSU (Sistema de Seleção Unificada) oferece mais de 220 mil vagas para candidatos ENEM. Ao invés de precisar fazer várias provas de vestibular, com a nota do ENEM você já pode se aplicar para qualquer uma das mais de 130 universidades públicas e Institutos Federais que aderiram a esse sistema. Top, né? 😀

Ele funciona como um leilão de vagas ofertadas onde os candidatos do ENEM escolhem a opção de universidade e curso em que tem maiores chances de aprovação. Simplificando: quem tira a maior nota, fica com a vaga. Quem tira a menor, está de fora. No meio disso, existe a nota ponderada, de acordo com o número de vagas, nota mínima por matéria e alguns outros critérios de seleção. Quer conhecer mais sobre o SiSU? Clique aqui e leia o post completo com dicas para garantir sua vaga. Que tirar todas as suas dúvidas? Confira o hangout com nossos especialistas aqui 😉

 .

banner ebook SISU.

PROUNI

O ProUni (Programa Universidade para Todos) é um programa do governo federal que oferece bolsas integrais ou parciais para estudantes que pretendem ingressar no ensino superior em universidades particulares. Ele é válido só para quem cursou o Ensino Médio completo em escolas da rede pública ou tenha sido bolsista integral em escolas privadas.

Para concorrer à bolsa integral, sua família deve ter renda bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já para as bolsas parciais de 50%, a renda sobe para até três salários mínimos por pessoa.

O ENEM é critério obrigatório para concorrer ao Prouni e você precisa ter nota mínima de 450 pontos como média das quatro áreas avaliadas e nota da redação maior que zero, beleza? 😀

Saiba mais no site oficial do ProUni.

 

FIES

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) tem como objetivo adiantar o pagamento da graduação em uma universidade particular, dando ao estudante a oportunidade de pagar de forma facilitada e que caiba no bolso. O ENEM é pré-requisito para inscrição no Fies: aqui também é preciso tirar pelo menos 450 pontos, além de não poder zerar a Redação.

A seleção depende de vários critérios, sendo o principal deles a renda familiar, que precisa ser de até 3 salários mínimos. Você pode conferir todos os critérios no site oficial do FIES. E para conferir as mudanças no FIES, acesse o post “E agora, como vou bancar meus estudos?“.

Foi aprovado? Durante o curso, você pagará apenas R$150 a cada três meses e, após a conclusão do curso, você continuará pagando esse valor pelos próximos 18 meses e só no final desse período você pagará o total restante, havendo a possibilidade de dividir em até 13 anos. Assim você não precisa perder a oportunidade por causa da grana. 😉

 

PRONATEC

O Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) chegou em 2011 com uma proposta bem diferente dos outros programas. Ele oferece cerca de 646 cursos de qualificação e 220 cursos técnicos totalmente gratuitos para os estudantes do Ensino Médio da rede pública (cursando ou que tenha cursado); estudantes de escolas privadas que tenham bolsa integral, trabalhadores ou beneficiários dos programas federais de transferência de renda. O mais legal desse programa é que ele dá oportunidade para aqueles que pretendem ter uma formação mais rápida e específica.

O Pronatec contempla instituições que oferecem oportunidades bem muito bacanas pra quem procura uma qualificação profissional rápida, que possa conciliar trabalho com estudos com maior facilidade. São eles:

● Rede e-Tec Brasil: com auxílio financeiro do MEC, são totalmente gratuitos e ministrados por instituições públicas. Oferecem cursos de Agronegócios, Edificações, Administração, Informática e várias outras competências.

●Sistema S: constituído pelo SENAI, SENAC, SESC, SESI, IEL, SENAR, SENAT, SEST, SEBRAE e SESCOOP. Apesar de não serem instituições públicas, elas são subsidiadas pelo governo para atender a estudantes e trabalhadores de baixa renda com cursos gratuitos, bolsas de estudos, promoção social, apoio ao desenvolvimento de pequenas empresas, treinamentos, entre outros.

● Bolsa-Formação: aqui são oferecidas duas opções:

1. A Bolsa-Formação Estudante atende os estudantes que estão matriculados no Ensino Médio em escola públicas e permite que, paralelamente as aulas da escola, ele frequente o curso técnico em um outro período. São cursos de pelo menos 800 horas para que o aluno tenha a chance de se formar em dois módulos ao mesmo tempo!

2. A outra opção, é a Bolsa-Formação Trabalhador, que atende os beneficiários do seguro-desemprego e dos programas de inclusão do Governo Federal. São pequenos cursos de qualificação profissional, com 160 horas ou mais, para uma especialização rápida.

Como existem várias iniciativas, o sistema de inscrições não é unificado. Por isso, a melhor opção é ficar de olho no site do Pronatec para conferir quais são as oportunidades disponíveis.

Em resumo, há duas formas de se inscrever no Pronatec:

1. Por meio do SISUtec (SISU para cursos técnicos) com sua nota ENEM. As inscrições abrem duas vezes por ano e os requisitos são: ter cursado o Ensino Médio em escola pública ou ter tido 100% de bolsa em uma escola particular, além de não ter zerado a redação do ENEM. Além disso, também existe o sistema de cotas para as instituições federais. A regra se aplica para negros, pardos e indígenas. Veja mais infos aqui.

2. Também é possível fazer a inscrição para o Pronatec direto no site do MEC. Lá você pode consultar as vagas disponíveis. 😉

.

5_Banner conversão_SISU

.

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO

⛔ A partir de 2017, o ENEM não servirá mais para esse fim. O MEC divulgou que fará uma prova específica para quem deseja tirar a certificação. Saiba mais, clicando aqui.

Se você é maior de 18 anos e não concluiu o Ensino Médio, pode usar a nota do ENEM para obter o certificado de conclusão, como se fosse um supletivo, sabe? Assim, é possível ingressar no Ensino Superior e muitas vezes até ser promovido no trabalho. Existem várias postos de trabalho que exigem Ensino Superior completo e o ENEM pode ser uma solução para quem precisou deixar a escola.

A certificação é realizada pelas Secretarias Estaduais de Educação e pelos Institutos Federais de Educação que aderiram a essa modalidade.

Como faz para participar? É só indicar a opção no ato da inscrição no ENEM e informar a instituição certificadora. Para ser aprovado, você deve ser maior de 18 e atingir o mínimo de 450 pontos em cada prova de conhecimentos e 500 pontos na Redação. Dúvidas? Leia mais aqui

.

CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

⛔ O programa foi descontinuado em 2016, pelo Governo Temer.

Já pensou em estudar fora com uma bolsa do Governo? O programa Ciência sem Fronteiras tinha como objetivo levar estudantes brasileiros para outros países através de estágios de graduação e pós graduação para aumentar a presença de pesquisadores e estudantes em instituições de excelência no exterior, além de inserir instituições brasileiras no meio de cientistas e estudantes estrangeiros. 

Austrália, Alemanha, Canadá, China, Espanha, EUA, França, Holanda, Itália, Japão, Reino Unido e vários outros países estavam na lista.

O programa contemplava áreas de Biológicas, como Energias Renováveis, Biotecnologia, Petróleo, Gás e Carvão Mineral, Tecnologia Aeroespacial e Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde.

Para participar, era preciso ter obtido nota no ENEM igual ou superior a 600 pontos (valia usar a nota de exames realizados a partir de 2009), além de estar matriculado em um curso de nível superior nas áreas e temas contemplados pelo programa, que eram as Biológicas.
.

Agora que você já conhece todos os benefícios que o ENEM proporciona, tá na hora de focar nos estudos e ir rumo ao #AnoDaVitória!

.

Comentários

Comentários

19 Comments

  1. Andresa disse:9.1 O candidato que se ieesrcvnu no Sisu tambe9m pode se inscrever no Prouni?Sim, os candidatos que se inscreveram no Sisu tambe9m podem se inscrever no Programa Universidade para Todos (Prouni), desde que atendam aos crite9rios do programa. O Sisu 1ba/2012 e o Prouni 1ba/2012 utilizam o Enem 2011 como crite9rio para selee7e3o dos candidatos.Entretanto, ne3o e9 permitido que o candidato acumule uma bolsa do Prouni e uma vaga no Sisu. Assim, caso o candidato fae7a a ope7e3o pelo Prouni, ele devere1 abrir me3o da vaga na universidade pfablica para a qual foi selecionado por meio do Sisu. Caso fae7a a ope7e3o pela vaga do Sisu, o candidato devere1 abrir me3o da bolsa do Prouni para a qual foi selecionado.9.2 O bolsista do Prouni pode se inscrever no Sisu?Sim, se tiver feito o Enem 2011, o bolsista do Prouni pode se inscrever no Sisu. Pore9m, se for selecionado pelo Sisu, devere1 fazer a ope7e3o pela bolsa do Prouni ou pela vaga na instituie7e3o pfablica para a qual foi selecionado, pois e9 vedado ao bolsista utilizar uma bolsa do Prouni e estar matriculado em instituie7e3o de ensino superior pfablica e gratuita.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Simulados ENEM, Simulados FUVEST, Provas Anteriores ENEM, Provas Anteriores Vestibular, Prêmios, MISSU, Missão Universitário, simulados online com gabarito, simulados online ENEM, ENEM 2016, enem provas anteriores, simulado do enem 2015, simulados do enem 2015