USP ADERE AO ENEM

Confira como a USP usa a nota do ENEM e quais cursos aderiram ao SISU.

Os próximos anos prometem, já que a USP resolveu aderir ao ENEM! Quem diria?! O SiSU (Sistema de Seleção Unificado) oferece mais de 200 mil vagas em mais de 130 universidades públicas e institutos federais ao redor do país, mas faltava a USP se juntar a essa gama incrível de opções…Não falta mais, pelo menos para 21% das vagas em 2017!  

Atenta à crescente importância do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2015 a USP usou a prova na disputa de 13% das vagas, através do SiSU 2016. E desde 2016, várias faculdades da Universidade vem anunciando a reserva de vagas para o processo de 2017: a ECA, a Esalq, a Poli, a FEA, a FAU, o Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP de São Carlos e até a “SanFran” – a Faculdade de Direito! Com isso, apenas 3 das 42 unidades da USP seguem sem aderir ao SiSU: a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), a Faculdade de Medicina (FM) e o Instituto de Física (IF).

⚠ Em julho de 2016, o Conselho Universitário aprovou a destinação de 2.338 vagas de 11.072 para o processo de 2017! Ou seja, mais de 21% de todas as vagas da USP pra 2017 serão destinadas ao SiSU!

Das 2.171 vagas da USP no SiSU 2017, 597 serão para a ampla concorrência; 1.155 para estudantes que tenham feito o Ensino Médio integralmente em escola pública e 586 para alunos de escolas públicas e autodeclarados pretos, pardos e indígenas (os PPI).

.

USP adere ao ENEM: saiba como as faculdade vão usar o SiSU em 2017

A Escola Politécnica da USP, que reúne todos os cursos de Engenharia da USP, como Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia de Produção, entre outros vai reservar 10% das 870 vagas oferecidas anualmente para ampla concorrência por meio do SiSU!

Todos os cursos de comunicação da ECA (Educomunicação, Biblioteconomia, Jornalismo, Editoração, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Turismo) vão oferecer vagas pelo SiSU: das 270 vagas disponíveis, 81 serão incluídas no sistema. Dessas 81, 34 serão destinadas exclusivamente para candidatos PPI (pretos, pardos e indígenas). Os cursos de artes (Audiovisual, Artes Cênicas, Artes Visuais e Música) não farão parte do processo, já que exigem provas de habilidades.

Já a Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) decidiu oferecer 84 vagas distribuídas em seis cursos (Ciências Econômicas, Ciências dos Alimentos, Ciências Biológicas, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Gestão Ambiental), 25 serão somente para alunos de escola pública ou PPI (pretos, pardos e indígenas) e o restante entrará na ampla concorrência.

A FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade) que possui os cursos de economia, administração, ciências contábeis e ciências atuariais, decidiu disponibilizar 177 vagas, do total de 590, mas apenas para  estudantes de escolas públicas. A faculdade também decidiu não reservar vagas para alunos que se declararem”pretos, pardos e indígenas”, os PPI, como fez a Esalq e a ECA.

A FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo) decidiu oferecer 30% das 190 vagas disponíveis nos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design, exclusivamente para candidatos de escola pública, das quais 15% reservadas para estudantes pretos, pardos e indígenas, os PPI. Com essa decisão, a prova de habilidades específicas fica suspensa temporariamente para o processo seletivo 2017.

Seguindo o mesmo caminho da FAU, o Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP de São Carlos também decidiu reservar 30% das vagas para o SiSU, mas assim como as outras faculdades, apenas para estudantes de escola pública. Metade dessas vagas ainda serão reservadas para estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas e, assim como a FAU, não haverá prova de habilidades específicas para o vestibular 2017.

Em abril de 2017, a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo ampliou sua reserva de vagas de 20% para 30% para alunos de escolas públicas e, desse total 10% para alunos autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPIs).
.

> Em relação à prova da FUVEST, a mesma será mantida. O mesmo aluno vai ter duas oportunidades para entrar em um curso na USP: a própria Fuvest e o SiSU, diz o pró-reitor de Graduação da USP, Antônio Carlos Hernandes. Aí sim, hein? 😀

> Confira a lista de obras obrigatórias para a FUVEST 2017 aqui.

> Saiba como se preparar para a Redação da FUVEST aqui.

> Confira dicas sobre a 2ª fase da FUVEST aqui.
.

Acompanhe as novidades no site oficial da USP.

E aí, o que você acha dessas mudanças? Marque seus amigos e compartilhe sua opinião com a gente! 🙂

.

.

Comentários

Comentários

Simulados ENEM, Simulados FUVEST, Provas Anteriores ENEM, Provas Anteriores Vestibular, Prêmios, MISSU, Missão Universitário, simulados online com gabarito, simulados online ENEM, ENEM 2016, enem provas anteriores, simulado do enem 2015, simulados do enem 2015